Notícias

04/11/2016 – Depoimento de Gabriela Fernandes, de 11 anos, feito no Sarau em homenagem a Frei Galvão em outubro de 2016, no Memorial do santo, sobre sua cura, graças à intercessão de Frei Galvão:

"Meu nome é Gabriela Fernandes, tenho 11 anos e sou um milagre de Frei Galvão.

No ano de 2007 no dia do meu aniversário 25 de outubro e também dia de Frei Galvão, eu senti fortes dores na barriga e o médico disse ser uma virose. Piorei no outro dia e voltei com minha mãe para o hospital e novamente me mandaram para casa. Minha mãe me levou mais duas vezes e ninguém sabia o que eu tinha, mas as dores eram intensas e eu cheguei a desmaiar.

Foi nesse momento que minha mãe rezou e pediu para Frei Galvão e numa última tentativa me levou para o Hospital Frei Galvão. Lá estava a Doutora Luciene que me avaliou e me encaminhou para o cirurgião. Fui internada e somente no dia 3 de novembro fui operada de apendicite.

Na cirurgia o médico disse que me perdeu por alguns minutos, e que estava tudo necrosado, mas como minha mãe estava na sala de espera pedindo pela minha vida e por Frei Galvão eu voltei, tomei as pílulas até a minha recuperação total, e hoje posso contar a minha história.

Tenho certeza que tenho uma missão, a de contar o meu milagre e ajudar os que precisam. Frei Galvão era cheio do espírito da caridade, não media sacrifícios para aliviar os sofrimentos alheios e eu sou a prova viva disso."

(Gabriela Fernandes, 11 anos, é de Guaratinguetá e estuda na escola Zezé Figueiredo, no bairro Tamandaré).

04/10/2016 – Tom e Thereza Maia, diretores do Museu Frei Galvão de Guaratinguetá, na festa comemorativa dos 60 anos do Museu de Nossa Senhora Aparecida, no Mirante da Torre Brasília, Basílica Nova, em 28 de setembro 2016.

Thereza Maia participou da fundação do Museu de Nossa Sra. Aparecida em 1956 e assinou a ata de inauguração do mesmo, então localizado nas Oficinas Gráficas das Irmãs Canisianas.

26/09/2016 – Alunos da Guarda Mirim de Guaratinguetá, visitaram em setembro de 2016, o Conjunto Devocional e Cultural Frei Galvão, acompanhados pela Professora Sonia Fornitani.

Um exemplo para as escolas da cidade, para o seu conhecimento das Sete Maravilhas da Estância Turística de Guaratinguetá.

19/09/2016 – No dia 30 de agosto de 2016, o Conjunto Devocional e Cultural Frei Galvão recebeu a visita de um grupo de senhoras vindas de São Paulo, guiadas por Silvia Maria Vilaça Salgado.

Algumas das visitantes eram ligadas a família do primeiro Santo brasileiro. Na oportunidade puderam apreciar o quadro da Casa de Frei Galvão de autoria da Profª Maria José Salgado (avó da guia turística), a primeira tela recebida pelo Museu Frei Galvão quando de sua fundação em 1972.

30/06/2016 – Realizou-se dia 24 de junho de 2016, em Pindamonhangaba, uma sessão solene da Academia Pindamonhangabense de Letras, em homenagem a Frei Galvão. Houve palestra pela Diretora do Museu Frei Galvão, Thereza Maia, que abordou como tema as raízes maternas do Santo em Pindamonhangaba, sua vida e obra. Após a palestra houve apresentação musical e festa junina.

O evento foi realizado no Museu Histórico e Pedagógico D. Pedro I e D. Leopoldina, localizado no Palacete do Visconde da Palmeira, no centro da cidade, com a presença de acadêmicos, amigos e jovens universitários.

Na foto, a Presidente da Academia de Letras, Profª Bete Marcondes na entrega de artística imagem de São Francisco, à Diretora do Museu Frei Galvão – Arquivo Memória de Guaratinguetá.




Índice de notícias